AO VIVO:

Carregando

Carregando

Carregando

Vítimas de ataque com 50 tiros já tinham sobrevivido a atentado, diz delegado

Um casal morreu num ataque a tiros em Ponta Grossa (PR) neste domingo. Um dos filhos deles, de 6 anos, também foi atingido e chegou a ser socorrido a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Foram efetuados cerca de 50 disparos no veículo da família, onde também estavam seus outros dois filhos, incluindo o caçula de apenas 2 anos, além de uma amiga e mais uma criança pequena.

As vítimas fatais foram identificadas como Daniele Teixeira Ferreira, de 27 anos, Robson de Freitas Ferreira, de 31 anos, que conduzia o automóvel, e o filho deles Robson Brenno de Freitas Ferreira. Segundo a Polícia Civil do Paraná, a emboscada ocorreu enquanto eles chegavam em casa. As outras crianças não correm risco de morte. 

De acordo com o delegado Nagib Palma, os indícios apurados até o momento indicam que a motivação do crime tenha sido um acerto de contas envolvendo ações do tráfico de drogas. Palma informou ainda que, quando Brenno ainda era bebê, estava junto com o pai em outro atentado. Desta vez, contudo, ambos não conseguiram sobreviver.

'Pela forma que foi feita (a ação criminosa), e pela dinâmica, indica que foi um acerto de contas', disse o delegado, acrescentando que os tiros foram efetuados com uma arma de fogo de calibre 9mm.

Palma explicou que Robson tinha passagens por roubo e tráfico de drogas, já tendo sido preso. No momento do ataque, estava com tornozeleira eletrônica.

Um carro que teria sido usado pelos suspeitos foi encontrado queimado nas redondezas nesta segunda-feira. A investigação está em andamento. São procuradas imagens de câmeras de segurança que ajudem na identificação dos autores do crime.

Os sepultamentos de Daniele, Robson e Brenno estavam marcados para 16h30 desta segunda-feira no Cemitério Taquari dos Placos. O velório ocorreu no Centro Catequético São Pedro no Sabará. Nas redes sociais, amigos lamentaram as mortes deles e deixaram mensagens de luto.

'Que mundo é esse tão cruel que a gente vive? A covardia superando a pureza. Vai com Deus, amiga, que Deus cuide de vocês aí de cima. De você e dos seus dois amores e que vocês cuidem dos seus dois anjinhos que ficaram', afirmou uma pessoa no Facebook.

'As lágrimas não tem como conter. Parece que eu estou vendo você falar do jeitinho que você falava! Vai deixar saudades. Vai com Deus, minha linda', escreveu outra.

  • COMPARTILHE
VEJA TAMBÉM

ENVIE SUA MENSAGEM

Peça sua música ou mande um recado para os locutores