Artistas brasileiros cantam realmente bem? Professor de música analisa

O preconceito existe. Quantos vezes você já não ouviu que cantor bom é cantor estrangeiro? Que Anitta, Luan Santana e Wesley Safadão não chegam à unha do pé esquerdo de "colegas" do pop gringo, com suas técnicas vocais invejáveis?

OK. Em parte, há razão, já que lá fora eles costumam ter apoio massivo de professores de canto e fonoaudiólogos. Mas não se engane: há, sim, qualidade vocal no nosso cenário artístico. Basta se despir de preconceitos e abrir os ouvidos. Essa é a opinião do professor de música Marcio Guerra.

Com bom humor e teoria, ele faz sucesso no YouTube analisando performances de cantores nacionais e estrangeiros. Em vez de simplesmente trollar artistas ruins, ele aponta defeitos e qualidades de apresentações ao vivo, ressaltando aspectos técnicos. Os posts com suas reações são os mais populares do canal.

 

Reprodução
 
O professor Marcio Guerra Imagem: Reprodução

 

"Quando eu falo mal de alguém, falo mal é da afinação e da voz, não da pessoa. Não me interessa apenas falar dos problemas. Eu explico por que eles estão acontecendo em certos casos. É uma crítica construtiva. Acho que foi por isso que as pessoas começaram aceitar bem o canal", diz ao UOL o Guerra, que vive em Miami e já tem quase 500 mil inscritos.

Mas, afinal, quem canta bem e canta mal na atual música brasileira? Apesar de reconhecer que questões técnicas não são levadas tão a sério no Brasil como deveriam, o professor chama a atenção para dois nomes em franca evolução: Luan Santana e Anitta.

"Eles estão ousando mais e cantando cada vez melhor. Sinto uma evolução muito grande no Luan. Não sei se ele está tendo acompanhamento ou se é por causa da mudança de repertório. Sobre a Anitta, é a mesma coisa. Muita gente ainda acha que ela ainda é cantora de funk, mas ela também está mudando em todos os sentidos."

Acima desses dois, na lista de "vozes extraordinárias" do professor, há ainda Marisa Monte, Seu Jorge, Chitãozinho e Xororó, Ivete Sangalo, Ed Motta e o cantor Guilherme de Sá, da banda cristã Rosa de Saron, São exemplos de grandes cantores nacionais, vocal e artisticamente, que ainda estão em atividade e merecem ser ouvidos sempre.

Veja abaixo alguns dos artistas brasileiros cujas performances já foram analisadas por Marcio Guerra em seu canal.

 

Marília Cabral/Divulgação/TV Globo
 
Imagem: Marília Cabral/Divulgação/TV Globo

 

Chitãozinho & Xororó - Gogó de ouro

“Vozes extraordinárias. Eles não bebem gelado, dormem bem, durante oito horas, fazem exercícios de voz, não ficam na noitada. Eles fazem tudo isso, que a nova geração sertaneja não faz. Eu tive a chance de assistir Chitãozinho & Xororó, bem do lado do palco, e é incrível a voz que esses dois têm. Incrível como se encaixam uma na outra. São 45 anos de carreira com esse gogó de ouro.”

 

Divulgação
 
Imagem: Divulgação

 

Ivete Sangalo - Rainha dos graves

“Fico aparvoado, no bom sentido, com os graves da Ivete Sangalo. O palco revela muito o que o artista é. E a Ivete, no palco, mostra muito do que ela tem. Ela é uma cantora que veio da música baiana, e ela canta o axé music de fato muito bem. Mas, minha impressão é que ela canta muito melhor as outras coisas. Ivete cantando bossa nova com a Rosa Passos é uma obra de arte. Tudo lindo, maravilhoso, bem feito. Feito com verdade."

 

Divulgação
 
Imagem: Divulgação

 

Whindersson Nunes - Afinadíssimo

“A voz dele é muito engraçada! Esse menino é muito afinado! Vejo nele os três passos básicos para se conseguir afinação: ouvir, memorizar e reproduzir. Você usa sua percepção musical e auditiva para capturar os detalhes. Eu me lembro quando assisti pela primeira vez a um vídeo dele, como eu ria! Whindersson, você tem o tempo, a respiração e a comédia no sangue. Fico mais feliz ainda de saber como você tem toda essa musicalidade. Um extraordinário artista brasileiro.”

 

Divulgação
 
Imagem: Divulgação

 

Anitta - Bom vocal, mas errou na mixagem

"A Anitta está cantando bem, está escrevendo bem em inglês. É uma realidade. Mas ["Will I See You", nova música da cantora] tem reverb [efeito de eco] para caramba na voz. É uma mixagem muito aguda, que tira todo o calor da música. Fazer bossa nova em 2017? Ou a Anitta está muito errada ou está muito certa. Acho que é a primeira bola fora dela depois de uma sequência de músicas. O clipe me parece um vídeo feito às pressas, para lançar as pressas e com uma mixagem feita às pressas. Uma música que não tem a ver com nada."

 

Divulgação
 
Imagem: Divulgação

 

Pablo Vittar - Está perdendo a voz

"Muito desafinado [sobre a performance de Pablo de "Sua Cara", no programa "Música Boa"]. Ele já disse que a voz dele é assim naturalmente. Não tenho como comprovar. Só ouvindo a voz em sua totalidade e fazendo exercícios para saber se essa é realmente a região tonal em que ele poderia cantar. A voz fica 'pendurada', como se tivesse prestes a cair. Pelos vídeos que vi dele antes do sucesso, acho que Pablo está perdendo a voz que tinha. Se não se cuidar, não tiver acompanhamento de professor e fonoaudiólogo, acho que a coisa só vai piorar.”

 

Reprodução
 
Imagem: Reprodução

 

Mallu Magalhães - Desafinação bizarra

“[Sobre a participação no programa "Encontro com Fátima Bernardes", com a música "Você não Presta"] Foi um momento infeliz, dentro do contexto que eu estava esperando, Mas aí me veio essa música com essa voz preguiçosa. Ela mexeu na afinação do violão. É como se ela tivesse tocando um lá menor com sétima, mas o som que ouvimos é um si bemol menor com sétima. A voz está ‘pendurada’ o tempo todo. Quando ela canta a palavra 'solitário', ela entrega a falta de foco da voz. O violão está trastejando, mal tocado. Por que ela não estuda violão? Quando falo de preguiça musical, falo disso.”

Comentários

Faça Seu Pedido Músical

ou deixe seu recado

Peça sua música