AO VIVO:

Carregando

Carregando

Carregando

Amigo de Schumacher quer levar ex-piloto para assistir uma corrida de Fórmula 1

O francês Jean Todt, atual presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e amigo pessoal de Michael Schumacher, falou mais uma vez sobre o estado de saúde do ex-piloto alemão.

Em conversa com o diário italiano La Repubblica, o antigo chefe da Ferrari confirmou que tem visitado Schumacher regularmente e garantiu que eles assistem às corridas de Fórmula 1 juntos, pela TV.

'Eu não menti em relação a isso, assisto algumas na televisão ao lado dele', disse Jean Todt, que pretende levar Schumi para uma corrida in loco. 'Espero que, um dia, possamos ir juntos para assistir a um Grande Prêmio de F1'.

O dirigente comentou também sobre a situação do heptacampeão mundial. 'Michael está lutando para melhorar a sua situação todos os dias. Temos que acompanhá-lo nessa luta, apoiar a sua esposa Corinna, uma mulher fantástica que cuida dele e dos seus filhos, da melhor forma possível'.

Jean Todt também atacou parte da imprensa que costuma criar notícias falsas sobre Michael Schumacher. 'Eu li coisas incríveis sobre o lugar onde se encontra e, como de costume, quem sabe não fala, e quem não sabe fala', avisou.

'Me surpreendi quando Schumacher foi para Paris numa consulta médica e as pessoas que deveriam privilegiar o sigilo médico resolveram falar. É óbvio que todas as pessoas ao seu redor devem ajudar e esperar que haja, digamos, melhorias contínuas', finalizou Jean Todt.

Schumacher não é visto em público desde o acidente de esqui no final de 2013 e recebe atendimento médico 24 horas em sua casa na Suíça. A família não revela seu estado de saúde e tudo segue sendo um mistério. 

  • COMPARTILHE
VEJA TAMBÉM

ENVIE SUA MENSAGEM

Peça sua música ou mande um recado para os locutores